Madalena Bêbada de Blues

Sem cenário. Sem figurino. Sem maquiagem. Sem trilha sonora. Na luz ambiente, apenas as atrizes, o trabalho do Ator em Repouso e do entoar dos harmônicos do budismo tibetano. MADALENA BÊBADA DE BLUES é uma ode à interiorização, ao amor, ao corpo presente. A cena se passa em um bar, na porta de um teatro, onde uma jovem atriz chega dizendo estar em busca de seu amado e de sua vocação. Uma mulher de meia-idade bebe sua tristeza oceânica e guarda na pele um segredo sonhado. Uma senhora, dona do bar, exige a paz como quem ordena a integridade. Uma possui a revelação da outra.
O Blues é o silêncio.