As Conchambranças de Quaderna

Espetáculo As Conchambranças de Quaderna

Texto: Ariano Suassuna

Direção: Fernando Neves

A montagem traz o universo fantástico de uma farsa de circo sertaneja com pitadas de pura realidade cômica. Neste espetáculo Suassuna transporta para o palco o personagem Pedro Dinis Quaderna, de seu Romance d’A Pedra do Reino, lançado em de outubro de 1971, em Recife, um ano após o lançamento do Movimento Armorial. Portanto, Quaderna completa 50 anos junto ao lançamento do espetáculo. Trata-se de uma comédia de caráter popular e de diálogo direto que une a estética sertaneja, inspirada no romanceiro nordestino, do trovador ibérico, ao circo-teatro que tanto fascinava Ariano, para apresentar os imbróglios de Quaderna.

 

Temporada híbrida (presencial e online)

De 18 de outubro a 11 de novembro

De segunda a quinta-feira, às 19h.

 

Teatro Sérgio Cardoso – Sala Paschoal Carlos Magno

e Teatro Sérgio Cardoso Digital

 

Ingressos: 

Presencial: R$ 30,00 (inteira) – R$ 15,00 (meia entrada)

Online: Ingressos gratuitos.

Adquira aqui o seu ingresso.

Atenção à diferenciação entre os ingressos para a temporada presencial e a digital.

A sala de transmissão digital abre com 15 minutos de antecedência.

É recomendável acessá-la antes do horário de início da apresentação.

 

Linguagem artística: Teatro

Duração: 60 minutos

Classificação etária: 12 anos

 

Ficha técnica:

Texto: Ariano Suassuna. Direção: Fernando Neves. Elenco por ondem de entrada: Jorge de Paula, Fábio Espósito, Guryva Portela, Henrique Stroeter, Carlos Ataíde e Bruna Recchia. Músico ao vivo: Abuhl Júnior. Cenografia: Manuel Dantas Suassuna. Assistência de cenografia: Guryva Portela. Trilha sonora: Renata Rosa e Caçapa. Pinturas e desenhos exclusivos para a montagem: Manuel Dantas Suassuna. Cenotécnica: Marcos Tadeu e Marcelo Andrade. Figurino e Adereços: Carol Badra. Assistência de figurino: Bruna Recchia. Costureira: Maria José de Castro. Criação de luz e operação: Rodrigo Belladona. Identidade visual peças gráficas: Ricardo Gouvêia de Melo. Produção: Beijo Produções Artísticas e Cia Vúrdon de Teatro Itinerante.