À Margem da Linha

Um corpo à margem (…). Precisão e clareza em suas escolhas e relação ao espaço e ao tempo das coisas. Corpos deslocados de si mesmo, na medida em que são o resultado do encontro com o imprevisível, com o desconhecido, com o outro. As transformações em alguns momentos são silenciosas e às vezes imperceptíveis. O que resta é marcado por rastros de uma obra transformada em cena por seus desgastes contínuos e naturais como a poeira que encobre um local quase que esquecido pela ação do tempo.